Como fazer: aterramento de sistemas elétricos

O que é aterramento de sistemas elétricos?

O aterramento de sistemas elétricos é um procedimento essencial para garantir a segurança e o bom funcionamento de instalações elétricas. Ele consiste na conexão de um sistema ou equipamento elétrico à terra, por meio de uma ligação física. Essa ligação tem como objetivo desviar correntes elétricas indesejadas para o solo, evitando danos aos equipamentos e, principalmente, protegendo as pessoas contra choques elétricos.

Por que o aterramento é importante?

O aterramento é importante porque, sem ele, os sistemas elétricos estariam suscetíveis a diversos problemas. Um dos principais é o risco de choque elétrico, que pode ser fatal. Além disso, a falta de aterramento pode causar danos aos equipamentos elétricos, como curtos-circuitos e sobrecargas. O aterramento também é fundamental para garantir o bom funcionamento de dispositivos de proteção, como disjuntores e fusíveis, que dependem de uma referência de terra para atuar corretamente.

Como funciona o aterramento?

O aterramento funciona através da criação de uma conexão entre o sistema ou equipamento elétrico e o solo. Essa conexão é feita por meio de um condutor de aterramento, que pode ser uma haste de cobre ou uma malha metálica enterrada. Quando há uma corrente elétrica indesejada no sistema, ela é desviada para o solo através desse condutor, evitando danos aos equipamentos e riscos para as pessoas.

Tipos de aterramento

Existem diferentes tipos de aterramento, que podem ser utilizados de acordo com as características do sistema elétrico e as normas técnicas vigentes. Alguns dos principais tipos são:

Aterramento TN

O aterramento TN é um dos mais comuns e consiste em utilizar um único condutor de proteção, que é conectado tanto ao sistema elétrico quanto ao solo. Esse tipo de aterramento é utilizado em sistemas de baixa tensão, como residências e pequenos estabelecimentos comerciais.

Aterramento TT

O aterramento TT é utilizado em sistemas de média e alta tensão. Nesse tipo de aterramento, cada equipamento é conectado individualmente ao solo, por meio de um condutor de proteção. Essa conexão é feita através de uma haste de cobre enterrada, garantindo a segurança e o bom funcionamento dos equipamentos.

Aterramento IT

O aterramento IT é utilizado em sistemas de alta tensão, como indústrias e grandes estabelecimentos comerciais. Nesse tipo de aterramento, o sistema elétrico não é diretamente conectado ao solo. Em vez disso, é utilizado um transformador isolador, que cria uma referência de terra artificial. Isso evita a ocorrência de correntes de falta e melhora a confiabilidade do sistema.

Passos para realizar o aterramento de sistemas elétricos

Para realizar o aterramento de sistemas elétricos de forma adequada, é necessário seguir alguns passos. Veja a seguir:

1. Estudo do local

O primeiro passo é realizar um estudo do local onde será feito o aterramento. É importante verificar as características do solo, como resistividade e umidade, para determinar o tipo de aterramento mais adequado.

2. Dimensionamento do condutor de aterramento

O próximo passo é dimensionar o condutor de aterramento, levando em consideração a corrente de falta do sistema elétrico e as características do solo. Esse dimensionamento deve ser feito por um profissional especializado, para garantir a eficiência e a segurança do aterramento.

3. Instalação do condutor de aterramento

Após o dimensionamento, é hora de instalar o condutor de aterramento. Ele deve ser conectado ao sistema elétrico e ao solo de forma adequada, seguindo as normas técnicas vigentes.

4. Verificação da resistência de aterramento

Após a instalação, é necessário verificar a resistência de aterramento, que deve estar dentro dos limites estabelecidos pelas normas técnicas. Essa verificação pode ser feita com o uso de um terrômetro, que mede a resistência entre o condutor de aterramento e o solo.

5. Manutenção do aterramento

Por fim, é importante realizar a manutenção periódica do aterramento, para garantir que ele continue funcionando corretamente. Essa manutenção pode incluir inspeções visuais, medições de resistência e reparos, se necessário.

Conclusão

O aterramento de sistemas elétricos é um procedimento fundamental para garantir a segurança e o bom funcionamento das instalações elétricas. Ele evita riscos de choque elétrico, protege os equipamentos contra danos e melhora a confiabilidade do sistema. Para realizar o aterramento de forma adequada, é importante seguir os passos corretos e contar com a orientação de um profissional especializado.