Como fazer: assentamento de cimento queimado

Introdução

O assentamento de cimento queimado é uma técnica amplamente utilizada na construção civil para revestir pisos e paredes, conferindo um aspecto moderno e industrial aos ambientes. Essa técnica consiste em aplicar uma argamassa de cimento diretamente sobre a superfície, que é posteriormente queimada com uma desempenadeira de aço, resultando em um acabamento liso e uniforme.

Preparação da superfície

Antes de iniciar o assentamento de cimento queimado, é fundamental preparar adequadamente a superfície que receberá o revestimento. Primeiramente, é necessário garantir que a base esteja limpa, seca e livre de qualquer tipo de resíduo, como poeira, óleo ou tinta. Em seguida, é recomendado aplicar um primer ou uma solução de água e cimento para melhorar a aderência da argamassa.

Mistura da argamassa

A argamassa utilizada no assentamento de cimento queimado é composta por cimento, areia e água. A proporção ideal varia de acordo com o tipo de cimento e as condições climáticas, mas geralmente é recomendado utilizar uma parte de cimento para três partes de areia. A água deve ser adicionada aos poucos, até obter uma consistência pastosa e homogênea.

Aplicação da argamassa

Com a argamassa devidamente preparada, é hora de iniciar a aplicação sobre a superfície. Utilize uma desempenadeira de aço para espalhar a argamassa de forma uniforme, pressionando-a contra o piso ou parede. É importante trabalhar em pequenas áreas por vez, para evitar que a argamassa seque antes de ser queimada.

Queima da argamassa

Após aplicar a argamassa, é necessário aguardar o tempo de pega, que varia de acordo com o tipo de cimento utilizado. Quando a argamassa estiver firme ao toque, mas ainda úmida, utilize a desempenadeira de aço para queimar a superfície. Faça movimentos circulares, pressionando a desempenadeira contra a argamassa, até obter um acabamento liso e uniforme.

Cura da argamassa

Após queimar a argamassa, é fundamental aguardar o tempo de cura necessário para que o revestimento adquira resistência e durabilidade. Esse tempo pode variar de acordo com as condições climáticas, mas geralmente é recomendado aguardar pelo menos 48 horas antes de liberar o tráfego sobre o piso ou parede.

Acabamento final

Após a cura da argamassa, é possível realizar um acabamento final para conferir ainda mais beleza ao cimento queimado. Uma opção é aplicar uma resina ou verniz específico para esse tipo de revestimento, que irá proteger a superfície contra manchas e facilitar a limpeza. Também é possível utilizar pigmentos ou corantes para obter diferentes tonalidades de cimento queimado.

Manutenção do cimento queimado

Para garantir a durabilidade e a beleza do cimento queimado, é importante realizar uma manutenção adequada. Evite arrastar objetos pesados sobre a superfície, utilize tapetes ou feltros nos pés dos móveis e evite o contato direto com produtos químicos agressivos. Para a limpeza, utilize apenas água e sabão neutro, evitando o uso de produtos abrasivos.

Vantagens do cimento queimado

O cimento queimado apresenta diversas vantagens em relação a outros tipos de revestimentos. Além de conferir um aspecto moderno e industrial aos ambientes, é um material resistente, durável e de fácil limpeza. Também possui boa aderência, o que o torna uma opção viável para áreas internas e externas. Além disso, o cimento queimado pode ser aplicado sobre diferentes tipos de superfície, como concreto, cerâmica, madeira e até mesmo sobre revestimentos antigos.

Desvantagens do cimento queimado

Apesar das vantagens, o cimento queimado também apresenta algumas desvantagens a serem consideradas. Por ser um material poroso, pode absorver líquidos e manchar com facilidade, sendo necessário realizar uma manutenção adequada para evitar esse problema. Além disso, o cimento queimado pode ser mais suscetível a rachaduras e trincas, principalmente em áreas sujeitas a movimentações estruturais.

Conclusão

O assentamento de cimento queimado é uma técnica versátil e moderna, que pode ser aplicada em diversos tipos de ambientes. Com os cuidados adequados na preparação da superfície, na mistura da argamassa e na queima do revestimento, é possível obter um acabamento liso, uniforme e durável. No entanto, é importante estar ciente das desvantagens e realizar uma manutenção adequada para preservar a beleza e a funcionalidade do cimento queimado.